Fonética Articulatória

Introdução

O Que é?

A Fonética articulatória é um dos principais ramos da FONÉTICA, que é a ciência responsável pelo estudo dos sons utilizados na linguagem humana. Tendo como ponto de vista de análise os aspectos fisiológicos e articulatórios da produção da fala, a fonética articulatória se encarrega da observação, descrição, classificação e transcrição dos sons utilizados nas línguas do mundo.

classificação fonética dos sons

De acordo com a fonética articulatória, os sons produzidos na linguagem humana  podem ser divididos em três grupos: consoantes, vogais e glides (ou semivogais).

Consoantes: As consoantes, ou segmentos consonantais, são sons produzidos com algum tipo de obstrução da passagem da corrente de ar pelo trato vocal, de maneira que há impedimento total ou parcial da passagem de ar. Consoantes são classificadas de acordo com os seguintes parâmetros:

  1. Modo de articulação
  2. Lugar de articulação
  3. Vozeamento
  4. Nasalidade / Oralidade

A nomenclatura dos segmentos consonantais é feita do seguinte modo:

Modo de articulação + Lugar de articulação + Vozeamento

Clique aqui para ver como se dá a produção das consoantes do português brasileiro.

Vogais: As vogais, ou segmentos vocálicos, são sons produzidos sem obstrução no trato vocal, de forma que a passagem de ar passa livremente pelo trato vocal. Vogais são classificadas de acordo com os seguintes parâmetros:

  1. Altura da língua
  2. Anterioridade / Posterioridade da língua
  3. Arredondamento dos lábios
  4. Nasalidade / Oralidade

A nomenclatura dos segmentos vocálicos é feita do seguinte modo:

Altura da língua + Anterioridade / Posterioridade da língua + Arredondamento dos lábios + Nasalidade / Oralidade

Clique aqui para ver como se dá a produção das vogais do português brasileiro.

transcrição fonética

As transcrições fonéticas são apresentadas entre colchetes […].

Para fazer transcrições fonéticas, devem ser utilizados os símbolos listados no Quadro Fonético Internacional proposto pela Associação Internacional de Fonética (International Phonetic Association – IPA: lê-se [ˈipə]). O quadro fonético proposto pelo IPA apresenta um símbolo fonético específico para cada som que ocorre nas línguas do mundo.

Exemplo de transcrições fonéticas: (palavras transcritas = “fonética articulatória”)

Transição fonética 1:

[foˈnɛtʃikə axtʃikulaˈtɔɾɪ̯ə]

Transição fonética 2:

Transição fonética 3:

[foˈnɛtʃikə aɹtʃikulaˈtɔɾɪ̯ə]

IPA – The International Phonetics Association – Site da Associação Internacional de Fonética. Alfabeto fonético internacional, gravações de áudio de sons de várias línguas e fontes fonéticas para transcrições são disponibilizados (em inglês).

Seeing Speech – Site desenvolvido por pesquisadores de seis universidades da Escócia: University of Glasgow, Queen Margaret University Edinburgh, Edinburgh Napier University, the University of Strathclyde, the University of Edinburgh e the University of Aberdeen. É coordenado pelas professoras Jane Stuart-Smith e Eleanor Lawson. Contém informações importantes sobre ultrassonografia e ressonância magnética no estudo da fala (em inglês).

Trato Vocal – Site do projeto desenvolvido pelo Centro de Tecnologia da Fala do Instituto Real de Tecnologia da Suécia (KTH). Modelo tridimensional do trato vocal para a análise da fala e imagens são disponibilizados (em inglês).

The UCLA Phonetics Lab – Site do laboratório de fonética da Universidade da Califórnia. Material e programas relativos à fisiologia, análise acústica, síntese e percepção da fala, gravação de áudio e estatísticas. Bancos de dados de sons de diversas línguas (em inglês).