Fonética acústica


O que é?


A Fonética acústica é um ramo da Fonética que lida com os aspectos acústicos, propriedades físicas dos sons da fala. A fala é um processo tão complexo que, através da análise acústica, articulatória e perceptual de seus componentes, pode-se identificar não somente o conteúdo da elocução, mas também pistas sobre a identidade do locutor (sexo, porte físico, idade, origem sócio-cultural, etc.), além de condições/problemas de saúde ou estado emocional do locutor.

As propriedades físicas investigadas pela fonética acústica se referem à amplitude, duração, frequência fundamental e conteúdo espectral da onda sonora. A análise acústica é feita através de espectrogramas, gráficos da forma de onda, trajetórias de formantes e da frequência fundamental, etc.

O estudo da fonética acústica sofreu um grande avanço principalmente no final do século 19, quando ocorreu a invenção do fonógrafo, por Thomas Edison. Esse dispositivo permitiu que o sinal da fala fosse gravado para depois ser processado e analisado. Logo em seguida surgiram estudos a respeito do espectrograma e dos formantes.


Possíveis aplicações:


Os estudos acústicos da fala possuem diversas aplicações:

- Síntese de voz (conversão de texto para fala)
- Reconhecimento de voz (conversão de fala para texto)
- Compreensão da fala (determinação do significado da elocução)
- Reconhecimento/identificação de locutor
- Codificação de voz a baixas taxas (compressão)
- Análise de disfonias (patologias da laringe)
- Etc.


Referência:
VIEIRA, Maurílio Nunes. Acústica - Princípios da Produção e Análise da Voz. ICEX/UFMG. 2004.
© 2008 Projeto Sonoridade em Artes, Saúde e Tecnologia - UFMG